Obed Rodrigues de Souza

"Creio para compreender, compreendo para crer melhor." Agostinho de Hipona

Textos

Oração de um Exilado

Oração de um exilado

Pai, tem misericórdia desta nação! Lembra-te da tua aliança eterna de amor para com aqueles que não se curvaram aos poderes deste mundo.
Há um “Caminho” a ser percorrido por aqueles que contigo selaram um pacto de amor. Dá-nos força para não nos desviar deste caminho. Que nossas escolhas não nos leve até atalhos arquitetados por política humana sem princípios.
Mão invisível da eternidade já decretou sentença de morte na parede dos palácios dos poderosos. Não queremos participar de um banquete falido, com os vitoriosos deste mundo. Escolhemos estar de pé diante do teu trono eterno, ainda que exilados deste mundo.
Lembra-te de que neste momento, há milhares de joelhos prostrados diante de ti, em súplica por esta nação.
Amamos o Brasil, nossa segunda pátria. Mas até que teu reino venha, não permita que nossos pés andem em atalhos construídos por braços mortais de homens corruptos.
Não queremos ser omissos. Queremos andar no “Caminho”; que nunca plantemos flores artificiais, em trilhas arquitetadas pela astúcia humana, como miserável atalho, trapo de imundície, a desviar-nos do caminho eterno.
Senhor, liberte o Brasil, pelo teu poder. Até que o Rei dos Reis venha, guarde nossa nação!
Obed Rodrigues de Souza
Enviado por Obed Rodrigues de Souza em 07/09/2016
Alterado em 06/01/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras